Cineclube NYC X RIO – 1° semestre de 2017

  • 0

Cineclube NYC X RIO – 1° semestre de 2017

19657161_1770198773004543_8105869418522434270_nÉ uma parceria entre Cinema Nosso e a New School University de Nova York. Recebemos, durante os meses de junho e julho, os alunos de pós-graduação com seu professor Peter Lucas. Auxiliamos suas produções de documentários socioculturais concedendo tradutores, computadores e proporcionando a eles semanalmente sessões de Documentários Brasileiros Legendados seguidas de bate-papo com atores, produtores e diretores. Nosso Cineclube contou com os seguintes documentários e seus respectivos convidados: Cidade de Deus – 10 Anos Depois(Diretor Cavi Borges e Ator Leandro Firmino), WEB DOCS: Meu Rio Vale Um Web Doc e Ilha Grande (Produtores Felipe Varanda e André da Paz), Marcelo Yuka: O Caminho das Setas (Diretora Daniela Broitman),  Nosso Cinema Nosso (Elenco do Filme), As Regras “The Rules” (Produtor Peter Lucas), Geraldinos (Diretor Renato Martins)  finalizamos com uma Noite de Fotografia com Dario de Dominics, Felipe Varanda,  Marco Terranova, Vincent Rosenblatt e Walter Mesquita. Além da realização dos cineclubes, o Cinema Nosso também prestou auxílio na produção dos documentários produzidos pelos alunos, um sobre a praça Campo de Santana e outro sobre o Grupo Teatro do Oprimido.


  • 0

Cineclube NYC X RIO – Photo Night

Category : Noticias

PHOT NIGHT
Foi realizada nessa última quarta, 26/07, no Cinema nosso, a sétima e última edição do Cineclube NYC X RIO  com os alunos de pós-graduação da New School University de Nova York. Dessa vez, o evento foi a  Noite de Fotografia ou Photo Night, que contou com a presença de fotógrafos como Dario de Dominicis, Felipe Varanda, Marco Terranova, Vincent Rosenblatt e Walter Mesquita. Os alunos puderam conhecer mais sobre o Rio de Janeiro e sua cultura através dos diversos projetos apresentados pelos fotógrafos.
Marco Terranova foi o primeiro a exibir seu trabalho, “Mulheres maiores de 40”, que tem como tema a prostituição no Hotel Paris, na Praça Tiradentes. “Importante o ser humano ser reconhecido como ser humano”, disse Terranova.
O segundo a apresentar foi o fotógrafo Walter Mesquita, que mostrou dois de seus trabalhos: O Viva Favela, ganhador de diversos prêmios, fruto do projeto Viva Rio, que tem o objetivo de mostrar o que há além da violência, em uma favela. Também foi exibido por ele o documentário “O Sagrado Brasileiro”, que mostra a situação de algumas aldeias indígenas brasileiras em situação precária.
Dario Dominicis, fotógrafo italiano apresentou o trabalho “To the left of Christ” (À esquerda do Cristo), projeto de 4 anos, ainda não finalizado, sobre a rotina dos pescadores da Baía de Guanabara.
“O único jeito de conseguir (fotografar), é ter um contato cotidiano com as pessoas.”
O fotógrafo Vincent Rosenblatt exibiu o trabalho “Rio Baile Funk!”, um apanhado de fotos sobre os bailes funk cariocas. Segundo Rosenblatt, algumas festas só puderam ser fotografadas uma vez.
E por último, o fotógrafo Felipe Varanda apresentou o ensaio “Adeus, Perimetral”, que mostra as transformações do Elevado da Perimetral até sua demolição entre 2013 e 2014. Segundo Varanda, ele começou a pesquisar e se sentiu como um arqueólogo descobrindo uma parte perdida da cidade.
Após cada exibição, houve um bate papo com os alunos da New School de NY.