LABs Produtora Escola – 1° semestre de 2017

  • 0

LABs Produtora Escola – 1° semestre de 2017

FOTO WORKSHOP2

Durante o 1° semestre de 2017, o Cinema Nosso iniciou o LABS PE, um processo de formação e realização audiovisual que continuará por todo o resto do ano. O projeto é composto por 15 equipes, que ao final do programa irão produzir um curta documental ou ficcional. Nesse período a atividade contou com workshops, que tiveram como objetivo aprofundar o conhecimento teórico e conceitual dos participantes; mentoria com profissionais e especialistas em roteiro do mercado audiovisual brasileiro; e por fim, com núcleos criativos onde os participantes tiraram dúvidas e receberam o auxílio de profissionais especializados nas áreas de Direção, Produção, Ass. de direção e Direção de fotografia. Com dez encontros quinzenais, o programa de capacitação em Audiovisual – Workshop foi composto por dez aulas com o objetivo de aumentar o conhecimento teórico e conceitual dos alunos do projeto, contribuindo no desenvolvimento prático de suas atividades. Os workshops receberam os profissionais: Luis Lomenha, diretor da Jabuti Filmes e fundador do Cinema Nosso; Lula Carvalho, diretor de fotografia de Robocop (2014) e Tartarugas Ninja (2014); Hernani Heffner, professor de cinema da PUC-Rio e da FASP e diretor de conservação da cinemateca do MAM; Luciana Bezerra, começou com teatro no grupo Nós do Morro, e participou de produções como atriz, diretora, roteirista, figurinista e escritora; Cavi Borges, produtor, diretor e fundador da Cavídeo; Patricia Novais, diretora e produtora na Delux Comunicação falta informação; Lucas Paraizo, roteirista de cinema e TV; Iván Molina, sociólogo, cineasta, diretor e professor da Escuela de Cineartes Audiovisuales de La Paz, Bolívia; Silvio Tendler, cineasta, historiador e professor do departamento de Comunicação Social da PUC-Rio; e Andréa Cals, uma das principais produtoras do Rio de Janeiro.

A atividade de Mentoria – Script Doctor, com três encontros, contou com cinco profissionais e especialistas em roteiro do mercado audiovisual brasileiro, entre eles: Anna Azevedo, cineasta e jornalista carioca, mestre em comunicação social pela PUC-Rio; Clara Meirelles, roteirista e mestre em comunicação e cultura pela UFRJ; Gustavo Colombo, formado em cinema, publicidade, jornalismo e direito; Ives Rosenfeld, formado em cinema pela UFRJ; Simplício Neto, diretor, roteirista e pesquisador. Doutor em Comunicação Social pela UFF. Os participantes puderam debater e trocar ideias com cada mentor. No final, cada profissional fez o acompanhamento de três projetos.

Os quatro encontros dos núcleos criativos, trouxeram os especialistas da área de Direção, Produção, Ass. de direção e Direção de Fotografia. Os profissionais Bia Marques, que trabalhou como fotojornalista para diversos jornais de grande circulação; Felipe Cataldo, diretor, roteirista, produtor e professor de cinema; Patrícia Novais, produtora cultural e produtora executiva do curta metragem “Espelho”, de 2012, foram os responsáveis pelos núcleos. O próximo núcleo criativo terá a participação conjunta de Roberta Canuto, jornalista especializada em cinema pela PUG-MG e mestra em cinema e literatura pela UFMG e Marcelo Ferrari, produtor e diretor de produção de documentários e longas-metragens.

No próximo semestre as equipe vão focar no processo de filmagem e de pós-produção de seus projetos.

O LABS PE 2017, é um processo de formação e realização audiovisual que o Cinema Nosso desenvolverá durante todo o ano de 2017.

O projeto faz parte do programa Territórios Culturais RJ/ Favela Criativa da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, em parceria com a Light e a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL – Brasil.


  • 0

Workshop “Curta Metragem: Mercado, Comercialização, Distribuição e Festivais” com Andréa Cals

Neste último sábado, dia 5 de agosto, o Cinema Nosso recebeu o 10° e último workshop do projeto LABS Produtora Escola 2017; “Curta Metragem: Mercado, Comercialização, Distribuição e Festivais”, ministrado pela produtora, jornalista e radialista Andréa Cals.

No evento, os participantes conheceram mais sobre os trabalhos da palestrante, debateram e ouviram dicas sobre o mercado, a comercialização e distribuição de curtas, e sobre como ter seus filmes exibidos em festivais de cinema.

A pedido de Andréa Cals, foram exibidos os curtas-metragens “Nossos filhos ponto com” e “Fantasmas”(2011).  A produtora disse que esses curtas são exemplos de como se pode produzir um filme de maneira criativa e sem muito recurso financeiro.

Segundo Cals, pesquisar e assistir filmes é importante, pois ajuda a criatividade e a geração de ideias para a produção de um curta.

O Labs PE 2017 é um processo de formação e realização audiovisual que o Cinema Nosso desenvolverá durante todo ano de 2017.

O Projeto faz parte do programa Territórios Culturais RJ/ Favela Criativa da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, em parceria com a Light e a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL – Brasil.


  • 0

Workshop com Silvio Tendler – O documentário brasileiro ontem e hoje

No sábado, dia 22/07, o Cinema nosso recebeu o 9° workshop para os participantes do LABS, com a presença do cineasta, professor e historiador Silvio Tendler. O documentarista, que tem em seu currículo longas como “Os Anos, JK, uma Trajetória Política”, de 1980 e “O mundo mágico dos Trapalhões”, de 1981, e Jango, de 1984, conversou com os participantes sobre sua entrada no mundo do cinema e dos documentários e deu dicas para os futuros cineastas.
“Documentário é arte. É a realidade interpretada pelo autor.”, segundo Silvio Tendler.
Os participantes puderam ouvir um pouco da sua história, fazer perguntas, conhecer o seu processo criativo e saber como alguns de seus longas mais conhecidos foram feitos. A pedido de Tendler, foi exibido o documentário “Now” (1965), de Santiago Alvarez, que segundo ele, foi uma das maiores aulas de cinema que já teve.
Além do debate, os presentes tiveram a chance de ver, em primeira mão, o documentário “Dedo na ferida”, produzido pela Caliban Cinema e conteúdo, e dirigido pelo próprio Silvio Tendler. O documentário aborda o controle de governos pelo capital financeiro.  
O Labs PE 2017 é um processo de formação e realização audiovisual que o Cinema Nosso desenvolverá durante todo ano de 2017.
O Projeto faz parte do programa Territórios Culturais RJ/ Favela Criativa da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, em parceria com a Light e a Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL – Brasil.
IMG_5812tratada
IMG_5812tratada

  • 0
IMG_4914

LABs Produtora Escola 2017

Aconteceu no sábado, 25 de março, no Cinema Nosso,  o 1º workshop LABs Produtora Escola 2017, “Do curta ao longa metragem” ministrado por Luis Lomenha, diretor da Jabuti Filmes, e fundador do Cinema Nosso. O Labs PE 2017 é um processo de formação e realização audiovisual que o Cinema Nosso desenvolverá durante todo ano de 2017. Luiz, reforçou a importância de todas as etapas de uma produção, “o pós filme é tão importante quanto o pré, é necessário que tenha a participação do diretor, do elenco, que vocês estejam traçando estratégias juntos, isso faz com que a gente consiga avançar”

arte_pronta_workshop_luis

Neste sábado, 08 de abril, o Cinema Nosso, abre as portas para o workshop LABs Produtora Escola 2017,  “Direção de fotografia” ,  ministrada por Lula Carvalho,  diretor de fotografia de filmes brasileiros premiados em festivais, como Tropa de Elite 1 e 2, e também internacionais, como Robocop (2014) e Tartarugas Ninja (2014). Ganhou o Kikito de ouro por melhor fotografia no Festival de Gramado 2008, com o filme A Festa da Menina Morta, dirigido por Matheus Nachtergaele. O workshop terá exibição dos curtas-metragens “Migalhas”e “Réquiem Meneghetti”, produzidos por Sarah Duarte, da equipedo curta “Acúmulo ” e  “A cor laranja”, dirigido por Karina de Abreu, integrante da equipe de “Meninas Invisíveis”

LABS_PE_WORKSHOP2_FACEBOOK